“Tudo em tudo ou lado ao mesmo tempo” triunfa no Critics Choice Awards. “Better Call Saul” e “Abbott Elementary” brilham nas séries – Atualidade

“Tudo em Tudo ou Lado ao Mesmo Tempo” foi o grande vencedor dos dois prémios de cinema Critics’ Choice Awards (CCA), entregues este domingo à noite numa cerimónia presencial no Fairmont Century Plaza, em Los Angeles, com o comediante Chelsea Handler como apresentadora.

O evento, que se pretendia o primeiro normal desde 2020, terminou com a organização a exigir à última da hora um teste à COVID-19 nas últimas 72 horas a todos os presentes após uma ausência forçada horas antes de dois infetados Colin Farrell e Brendan Gleeson (“The Spirits of Inisherin”), Jamie Lee Curtis (“All in All or Side…”), Michelle Pfeiffer (que apresentará o prêmio de carreira a Jeff Bridges) e Jean Smart (que ganhou um prêmio pela série “Hacks”). Ele foi à primeira grande cerimônia de premiação da temporada para instituir esse mandato.

Uma comédia do absurdo centrada em uma senhora que sai de uma lavanderia para passar por uma auditoria financeira que é absorvida por uma batalha interdimensional e descobre um multiverso com milhares de versões lideradas por 14 indicações e que foi a mais premiada: Melhor Filme, Realização (Daniel Kwan & Daniel Scheinert), Ator Secundário (Ke Huy Quan, ou o famoso “Short Round” de “Indiana Jones e o Templo Perdido”), História Original e Montagem.

Brendan Fraser (“A Baleia”) e Cate Blanchett (“Tár”) foram escolhidos como Melhor Atriz e Melhor Atriz, com Angela Bassett como Melhor Atriz Secundária por “Black Panther: Wakanda Forever”).

Por “Os Fabelmans”, de Steven Spielberg, que soma 11 indicações, recebeu apenas um prêmio simbólico para o protagonista e revelação Gabriel LaBelle como Melhor Jovem Ator/Atriz.

Os prêmios da Critics Choice Association, organização formada por mais de 600 críticos de cinema e jornalistas dos Estados Unidos e Canadá, são considerados um bom previsor do que acontecerá no Oscar, ou que é facilitado pelo fato de todas as grandes categorias tem mais de cinco indicados, evitando críticas por omissões feitas pelos Globos, da rival Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood [HFPA na sigla inglesa]normalmente penalizando mulheres e minorias.

Nos últimos anos, mais de 70% dos dois vencedores do CCA receberam Óscares na categoria de Melhor Filme, as selecções coincidiram 14 das últimas 22 vezes (não no ano passado, “O Poder do Cão” venceu, mas a estátua de ouro foi para “CODA”, mais prêmios “corretos” de todos os atores: Will Smith, Jessica Chastain, Troy Kotsur e Ariana DeBose).

“Glass Onion: A Mystery Knives Out” vence os prêmios Elenco e Melhor Comédia, como fenômeno indiano “RRR: Revolta, Rebelião, Revolução” a ser escolhido como Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Canção” (inevitavelmente “Naatu Naatu”). “Pinóquio de Guillermo del Toro” foi o Melhor Filme de Animação.

Os sucessos da billheteira “Top Gun: Maverick”, “Avatar: O Caminho da Água” e “Elvis” receberam premiação apenas nas categorias técnicas.

No front televisivo, a sexta e última temporada de “Better Call Saul” venceu Melhor Série Drama e Melhor Ator Drama para seu astro Bob Odenkirk, com “Abbott Elementary” como Melhor Série Comédia, repetindo a vitória na terça-feira à noite nos Globos de Ouro.

Zendaya foi para Melhor Atriz Drama por “Euphoria”, Jeremy Allen White ou Melhor Ator Comédia por “The Bear”, e Jean Smart para Melhor Atriz Comédia por “Hacks” (repetindo o prêmio do ano passado).

Jennifer Coolidge e Giancarlo Esposito são os melhores coadjuvantes da série dramática, respectivamente por “The White Lotus” e “Better Call Saul” (também a primeira reprise do ano passado). Nas comédias, os mesmos prêmios foram para Henry Winkler por “Barry” e Sheryl Lee Ralph por “Abbott Elementary”.

“The Dropout: A Story of a Fraud” foi para Melhor Minissérie, que também rendeu a Amanda Seyfried ou o prêmio de Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme.

“Weird: The Al Yankovic Story” foi o Melhor Telefilme e seu protagonista Daniel Radcliffe o Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme.

Paul Walter Hauser e Niecy Nash Betts são os melhores coadjuvantes em Minissérie ou Telefilme, respectivamente por “Black Bird” e “Monster: A Jeffrey Dahmer Story”.

Na presença de Michelle Pfeiffer, de “The Fabulous Brothers Baker”, foi justamente quando John Goodman entregou o prêmio carreira ao colega de “The Big Lebowski” Jeff Bridges, que lembrou não ter falado ao seu país, também aos atores Lloyd Bridges e Dorothy Bridges, influência profissional e pessoal do cineasta Peter Bogdanovich, que o dirigiu em “A Última Sessão” e “Texasville”, e agradece o “privilégio” de “contar histórias”.

OS PRÊMIOS

“All in All ou Side ao mesmo tempo”

” data-title=””All in All or Side at the Same Time” triunfa no Critics Choice Awards. “Better Call Saul” e “Abbott Elementary” brilham nas séries – SAPO Mag”>

“All in All ou Side ao mesmo tempo”

CINEMA

FILME: “All in All ou Side ao mesmo tempo”

REALIZAÇÃO: Daniel Kwan & Daniel Scheinert (“All in All or Side at Same Time”)

ATOR: Brendan Fraser (“Para a Baleia”)

ATRIZ: Cate Blanchett (“Tár”)

ATOR SECUNDÁRIO: Ke Huy Quan ( “All in All ou Side ao mesmo tempo”)

ATRIZ SECUNDÁRIA: Angela Bassett (“Pantera Negra: Wakanda para sempre”).

JOVEM ATOR/ATRIX: Gabriel LaBelle (“Os Fabelmans”)

FUNDIDA: “Glass Onion: Um misterioso Knives Out”

ARGUMENTO ORIGINAL: “All in All ou Side ao mesmo tempo”

ARGUMENTO ADAPTADO: “A Voz das Mulheres”

COMÉDIA: “Glass Onion: Um misterioso Knives Out”

ANIMAÇÃO: “Pinóquio de Guillermo del Toro”

FILME ESTRANGEIRO: “RRR: Revolta, Rebelião, Revolução” (Índia)

FOTOGRAFIA: “Top Gun: Maverick”

DESIGN DE PRODUÇÃO: “Babilônia”

CONJUNTO: “All in All ou Side ao mesmo tempo”

ARMAZENAMENTO DE ROUPAS: “Pantera Negra: Wakanda para sempre”

CARACTERIZAÇÃO: “Elvis”

BANDA SONORA: “alcatrão”

MÚSICA: “Naatu Naatu” (“RRR: Revolta, Rebelião, Revolução”)

EFEITOS VISUAIS: “Avatar: O Caminho da Água”

“É melhor chamar o Saul”

” data-title=””All in All or Side at the Same Time” triunfa no Critics Choice Awards. “Better Call Saul” e “Abbott Elementary” brilham nas séries – SAPO Mag”>

“É melhor chamar o Saul”

TELEVISÃO

SÉRIE DRAMA: “É melhor chamar o Saul”

ATOR DE DRAMA: Bob Odenkirk (“Better Call Saul”)

ATRIZ NO DRAMA: Zendaya (“Euforia”)

ATOR SECUNDÁRIO NO DRAMA: Giancarlo Esposito (“Better Call Saul”)

ATRIZ SECUNDÁRIA: Jennifer Coolidge (“O Lótus Branco”)

SÉRIES DE COMÉDIA: Abbott Elementary

ATOR DE COMÉDIA: Jeremy Allen White (“O Urso”)

ATRIZ DE COMÉDIA: Jean Smart (“Hacks”)

ATOR SECUNDÁRIO EM COMÉDIA: Henry Winkler (“Barry”)

ATRIZ SECUNDÁRIA EM COMÉDIA: Sheryl Lee Ralph (“Abbott Elementary”)

MINISSÉRIE: “The Dropout: A História de uma Fraude”

FILME DE TELEVISÃO: “Estranho: A história de Al Yankovic”

ANIMAÇÃO: Harley Quinn

ATOR EM MINISSÉRIE ou FILME DE TV: Daniel Radcliffe (“Estranho: A História de Al Yankovic”)

ATRIZ EM MINISSÉRIE ou TELEFILM: Amanda Seyfried (“The Dropout: A Fraud Story”)

ATOR SECUNDÁRIO EM MINISSÉRIE ou TELEFILM: Paul Walter Hauser (“Pássaro Negro”)

ATRIZ SECONDÁRIA EM MINISSÉRIE ou TELEFILM: Niecy Nash Betts (“Monster: A Jeffrey Dahmer Story”)

SÉRIES EM LÍNGUA ESTRANGEIRA: “Pachinko”

COMÉDIA ESPECIAL: “Norm MacDonald: nada de especial”

PROGRAMA DE ENTREVISTA: “Na semana passada esta noite com John Oliver”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *