Paola Carossela convida a divertir-se na cozinha

Esboce aquela Paola Carosella dura e rigorosa que você conhece no Masterchef Brasil. A argentina que conquistou o país no reality show de culinária da Band garante que em seu novo programa, Minha Mãe Cozinha Melhor que a Sua, mostrará seu lado mais “suave”.

A atração, que será exibida nas tardes de domingo na Globo/TV Bahia, a partir do dia 29 de janeiro, reunirá três duplas a cada edição que se desafiarão na cozinha. Cada equipe será formada por uma celebridade e sua mãe, que darão uma forcinha para a criançada na hora de preparar um prato.

Paola fará parte do júri do programa ao lado de João Diamante, chef conhecido por ter ocupado a mesma função no Cozinheiros em Ação, do GNT. A apresentação será de Leandro Hassum, que vê comédias de sucesso como os filmes O Candidato Honesto e Até Que a Morte Nos Separe.

Em entrevista coletiva nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro, Paola explicou porque desta vez será menos exigente com os participantes: “Desta vez, é um programa mais leve porque as pessoas que cozinham não se fazem de cozinheiras profissionais. Nunca tiveram outras profissões, são cantores, atores, jogadores de futebol… Eles estão aqui para se divertir”, diz.

E ela se emocionava ao explicar por que havia se tornado menos exigente, ou ao saber que seu filho, de anos ou anos, se arriscava a cozinhar, mas um dia ele me disse: “Não sei mais cozinhar. Você me puxa para o prazer de cozinhar”. As primeiras edições da nova atração ainda não foram gravadas e algumas das participações reveladas são do ator Douglas Silva, da atriz Juliana Paiva e do cantor Mumuzinho.

tv globo

Equipe do reality: LP Simonetti, João Diamante, Paola Carosella, Leandro Hassum, Angélica Campos e Maiana Timoner (Foto: Cadu Pilotto/TV Globo)

tapas e beijos

A cada semana, três duplas competirão em duas provas. Ao longo da dinâmica, Hassum comanda o saltador e será o responsável pelos momentos de graça. Dois últimos desafios do ano, Paola e Diamante experimentamos pratos e definimos eliminados. A cada domingo, um campeão será revelado. Mas tenho um retorno muito importante: a maioria deles estará lá, ao lado de dois filhos, só para dar apoio emocional. Eles podem até ajudar os jovens, mas isso não vai causar dupla punição.

O diretor artístico do Minha Mãe Cozinha Melhor que a Sua, LP Simonetti, conta que, embora o programa desperte muito afeto pela relação entre minha mãe e filhos, há um outro lado, que é a exposição da relação entre eles. “As pessoas não sabem como estão em casa e aqui vamos ver mais ou menos como estão. Então, você vai ver a namoradinha, mas também vai me ver dar uma briga, não sou a filha nem até nem ao contrário”, diz ela. A direção geral é de Angélica Campos.

Uma das demonstrações de que o programa não é rigoroso como os outros reality shows culinários será o critério adotado para a avaliação de dois pratos. Paola diz que, embora a apresentação seja um ponto muito importante, há outras questões “afetivas” que devem ser observadas e que é muito importante “emocionar” a comida.

“Se você é chamado para ficar na casa de amigos, tema aqueles que não são cozinheiros profissionais, mas cozinham com muito amor. Talvez o bife esteja um pouco passado, mas muito mais bem temperado. Ou arroz, um pouquinho cru; Mais ou ovo frito, uma delícia… as pessoas não acham tão crítico às vezes”, revela ao júri.

cozinhar com carinho
Televisão A chef Paola Carosella diz que será menos rígida no reality show de gastronomia que estreia nas tardes de domingo, dia 29

Paixão e superação
João Diamante concorda: “Logicamente, a principal avaliação será o sabor. Mas em alguns testes, você precisa entregar o que foi proposto. Sem dúvida, o primeiro sempre será o sabor, além da textura, aparência e requinte. Mais sabor está em primeiro lugar”.

A história pessoal e profissional de João é emocionante e o mesmo embargo se ouviu quando ele saiu dela. O moleque, negro e criado de um bairro popular do Rio, o Grajaú, começou a cozinhar por acaso, quando foi servir a Marinha. Ela decidiu trabalhar na cozinha porque, como a carga horária era mais flexível, ela teria tempo para estudar.

Mas foi tudo tão bom que acabou gostando da gastronomia e tendo o privilégio de estudar na França, com dois dos melhores chefs do mundo: Alain Ducasse, que tem restaurantes avalizados por vários países, como Japão, Estados Unidos, Inglaterra e , claro, , em seu país natal, onde comandou Le Jules Verne, na Torre Eiffel. Era a que o João trabalhava.

“Gosto de trabalhar com pessoas e poderia ter sido assistente social ou psicóloga. Mas ser chef também me permite servir as pessoas e é disso que gosto”, revela o júri, que se emocionou quando Paola contou a sua história. Na entrevista, ele recebeu abraços e carinhos da colega e filhos de Boninho, diretor de gênero da Globo, a quem Minha Mãe Cozinha Melhor é subordinada.

* A jornalista viajou para a festa da Globo.

.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *