No livro, Harry diz que usou drogas para lidar com o estresse da vida na realeza

Príncipe Harry sorrindo

Crédito, PA média

legenda da foto,

“Drogas psicodélicas também me ajudaram. Eu experimentei por dois anos, apenas por experimentar, mas agora comecei a usá-las como terapia”, diz Harry.

Príncipe Harry fez uma série de acusações contra sua família em seu livro de memórias Poupar (pré-vendido no Brasil sob o título o que sobrada Objetiva, do grupo Companhia das Letras) que será lançado no Reino Unido e nos Estados Unidos nos próximos dias.

Na peça, ele fala abertamente sobre os ataques de pânico que sofreu devido ao estresse da vida real e como recorreu às drogas para lidar com isso.

Harry aborda situações de ansiedade relacionadas a deveres públicos, como discursos ou entrevistas. Ele diz a ela que seu corpo está coberto pela filha e que vestir um terno já era um gatilho para a ansiedade.

“As drogas psicodélicas também me ajudaram. Eu as experimentei por dois anos, por razões simples, mas agora comecei a usá-las como terapia, como remédio”, escreve ele na edição espanhola de suas memórias.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *