Gina Lollobrigida era a mulher mais bonita do mundo – 16/01/2023 – Ilustrado

UMA morte de Gina Lollobrigida, 95 anos, em Roma, após um período de internação em consequência de um ferimento sofrido em casa, segundo o jornal Corriere de la Sera. Talvez os fãs de cinema não estejam cientes de suas atuações, mas poucos deixarão de notar a beleza do símbolo sexual dos anos 1950 – e, em parte, dos anos 1960.

Ela começou a ser notada em 1947, quando Gina era candidata a Miss Itália. ficou atrás Lucy Bose e Gianna Maria Canale. Os três se tornarão estrelas do cinema europeu, mas seus destinos serão bem diferentes.

Bosè tem mais prestígio. eu fui descoberto por ViscontiFoi a atriz principal de Antonioni, filmado com Fellini, Buñuel, Bardem, entre outros. Canale tornou-se estrela do cinema popular italiano e dos filmes especialmente com o marido, Riccardo Freda.

Gina é? Embora mal tivesse terminado em terceiro lugar, foi fazer sua carreira internacional mais marcante, com vários pais de sucesso Cinecittà em Hollywood, o epíteto de “mulher mais bonita do mundo”. Poderia ser um exagero publicitário, mas não será por acaso que sua mitologia consiste em um diálogo em que ele diria a Marilyn Monroe: “Eu sou uma Marilyn italiana”. “Não, sou uma Lollobrigida americana”, teria respondido Marilyn.

No entanto, a beleza foi o principal motivo do sucesso de Lollo, pois ficou conhecida e disputou com Silvana Mangano o posto de musa número um de duas figuras italianas. Ela começou a ser notada por participar de uma fotonovela sob o pseudônimo de Diana Loris.

Subi alguns anos, desde 1947, começando com pais pequenos. Dois anos depois, ainda era a cabeça do elenco, mesmo em filmes secundários, como “Miss Itália”, de Duilio Coletti, ou “Alina, a Transviada”, de Giorgio Pastina. Em 1951 filmava com diretores de primeira linha, como Carlo Lizzani e Pietro Germi.

No ano seguinte, tornou-se atriz de expressão europeia ao filmar na França “Fafan la Tulipe”, de Christian-Jaque, ao lado de Geraldo PhilippeNa época, havia dois dos atores mais populares do mundo. No ano seguinte, ele se verá em seu papel italiano mais famoso, como o protagonista de “Pão, Amor e Fantasia”, de Luigi Comencini.

Day for Hollywood foi uma estrela, que começou a filmar com Robert Z. Leonard “A Mulher Mais Bonita do Mundo”, em 1955, no ano seguinte, “Trapézio”, de Carol Reed, com Burt Lancaster e Tony Curtis, e em 1959 “Salomão e Rainha do Sabá”, de King Vidor, ao lado de Yul Brynner.

Pode-se dizer que este foi o auge do sucesso de Lollo. Uma menina nascida em 1927, em Subiaco, pequena cidade do Lácio, poderia ter uma beleza exuberante, mas não, por exemplo, a vitalidade da napolitana Sophia Lorenmais aptas a representar os anos de 1960 e 1970.

Lollobrigida jamais alcançaria o prestígio de Sophia, ou isso não a impediu de continuar atuando, entre a Europa e os Estados Unidos, em inúmeros filmes até 1972, quando interpretou a fada madrinha na notável minissérie “Pinóquio e Suas Aventuras”, interpretada por Luigi Comencini para a RAI, TV estatal italiana.

Desde então, sua carreira deixa de ser o foco principal de suas atividades. Ela se desenvolveu como fotógrafa, sobretudo, e chegou a entrevistar Fidel Castro. Mais tarde, tentaria a carreira política, concorrendo a deputada no Parlamento Europeu, sem sucesso.

Ele reivindicaria, no ano passado, uma vaga sem Senado italiano, na lista da Itália Soberana e Popular, defendendo a saída de seu país da União Europeia e o fim da vacinação obrigatória, entre outros.

De Gina Lollobrigida será a enorme flâmula para filmes muito populares, sobretudo na década de 1950, e uma beleza que, no fundo, justifica o epíteto dois anos 1950 —era “a mulher mais bonita do mundo”. Ou uma das mais, em todo caso, e certamente uma musa do cinema.

.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *