Feira do Livro de Caxias do Sul fecha com venda de mais de 33 mil livros e público superior a 140 mil pessoas

Chegou ao fim, neste domingo (16/10), no festival literário de Caxias do Sul. São 17 dias de evento com mais de 300 anos, como exposições, palestras, sessões de autógrafos, ofícios, mesas e pinturas, morcegos, contação de histórias , saraus, apresentações de grupos artísticos, apresentações de shows, apresentações musicais e teatrais, slams de ilustração e encontros de passaportes de leitura, entre outras atividades. Ao todo, 18 bancas da cidade (Livraria Clássica, Do Arco Da Velha, Chico Xavier, Sebo Só Ler, Paulus Livraria, Livraria Rossi, Livraria Da UCS, Editora Da UCS (Educs), Fogaça Livraria, Cia Do Desenho – Clip Caxias, Livraria Shalom, Mercado De Ideias, Livraria Correa e Bezerra de Menezes) vão vender 33.664 livros (confira na lista abaixo dois best-sellers).

A presidente da Associação do Livro de Caxias do Sul (Alca), Maria Helena Lacava, agradece a todos e ao evento extrovertido que precisa continuar para que a cidade se enriqueça de leitores. “Agradeço a Prefeitura e os livresiros, sem essa dupla nada seria possível. Leia a diferença para todos, em todas as famílias. A leitura é uma arte que enriquece o ser humano”, definiu.

O segundo a iniciar os discursos de despedida foi o Amigo do Livro, Décio Bombassaro, que começou a rir da chapa com seu pronunciamento elogiando todos que fizeram feira. “Caxias tem inúmeras joias e, nessa caixa, tem prata, ouro e rubis da cidade. O nosso padroeiro era nosso, vivi esta feira como ninguém viveu em todas as edições e simplesmente acompanhei-os onde estava”, disse.

A patrona Maya Falks quebrou o protocolo ao chamar sua mãe ao camarote, em justa homenagem a quem nos acompanhou durante os 17 dias de evento. “Ela esteve comigo o tempo todo, nada mais justo do que estar ao meu lado não trancado. O evento da Feira foi feito pelas pessoas e vi que elas ficaram satisfeitas e realizadas. O sorriso no rosto de todos não tem preço”, afirmou a padroeira, que convidou todos os servidores e colaboradores da feira ao camarote para receber duas palmas presentes. Um importante destaque desta edição foi a participação da Patrona Maya Falks, com os programas para as redes sociais por ela criados, o “Na Feira com a Patrona”, que traz todos os dias uma leitura, curiosidades e bastidores da Feira.

A Secretária de Cultura, Aline Zilli, faz um agradecimento especial aos patrocinadores e apoiadores do evento, pois por serem fiéis à Feira, não seria tão grande quanto vocês. “Aos credenciados na Feira, agradecemos muito: Sicredi Pioneira, Fundação Marcopolo, Prolar Imobiliária, Andreazza Supermercados, Orquídea, Empresas Randon, Racon Consórcios, Rádio UCS FM, Sesc – Fecomércio e Xplay TV”, comentou. A Feira também marcou o lançamento da agenda cultural da cidade, ou do site cultura.caxias.gov.br, durante a mostra Família Lima.

A vice-prefeita Paula Ioris iniciou sua fala contando que este ano a feira foi um pouco diferente para ela. “Além de estar no evento como apaixonada por literatura e como vice-prefeita, também estive como escritora, e aqui lancei meu primeiro trabalho, o livro Do luto à luta. Senti a importância de registrar histórias, para podermos contar histórias. Todos nós temos histórias e nossas memórias podem virar o livro e induzir novos leitores e quem sabe quem tem escritores”, comentou.

Paula Ioris deixou um recado importante para a geração de novos leitores. “Ao ler, por um momento, pode parecer solitário, mas que as pessoas compartilhem com outras pessoas em nossa volta e é enriquecedor. Através da leitura, as pessoas conversam, aprendem e descobrem. Aos país, peço que faça de seus filhos pessoas capazes de ler livros. Te presenteio com livros, te encorajo a ler, enfrentar seres humanos”, externou.

Após as palestras, vocês entregarão placas de homenagem ao Patrono e Amigo dos Livros, além de livros. Todos os que vão participar na Feira passarão de bancada em bancada agradecendo os livros com a entrega de plantas, conduzidos pela Padroeira e Amiga do Livro com uma sineta, símbolo das feiras, declarando o fim do evento que contou com a apresentação musical do artista Gabriel Matias.

Livros mais vendidos (adultos)

  • Memória da Memória, de Francisco Michielin
  • Neblina em tarde fria: relatos e crônicas, de Marcelo Mugnol
  • Do luto à luta, de Paula Ioris
  • Vencendo a Ansiedade, de Eulália Bueno
  • Risco ecológico abusivo, de Clóvis Eduardo Malinverni da Silveira
  • O drink de vênus, de Lisana Bertussi
  • Pandemia: histórias que contei, de Aline Ecker
  • A tempestade é metáfora, de Dinarte Albuquerque Filho
  • A morte é um dia que vale a pena viver, de Ana Cláudia Quintana Arantes
  • O lúdico na imigração italiana: jogos, canções e festas, de Getúlio Assis Vasata

Livros mais vendidos (infantil e adolescente)

  • É assim que termina, de Colleen Hoover
  • Heartstopper, Alice Oseman
  • Com três letras na minha história, por Elaine Cavion
  • Diário de uma Banana de Jeff Kinney
  • Harry Potter de JK Rowling
  • Coraline de Neil Gaiman
  • Amor e Gelato, de Jenna Evans Welch
  • Biblioteca Meia-noite, de Matt Haig
  • Patrulha Canina, da Ciranda Cultural (sem indicação de autoria pessoal/individual)
  • A revolução dos bichos / Uma quinta de dois animais, de George Orwell

Galeria de imagens

1 de 10 imagens

Solenidade de encerramento da Feira do Livro

Foto de Tatieli Sperry

Presidente da Alca – Maria Helena Lacava

Foto de Tatieli Sperry

Amigo do Livro – Décio Bomnassaro

Foto de Tatieli Sperry

Patrono da Feira do Livro – Maya Falks

Foto de Tatieli Sperry

Secretária de Cultura – Aline Zilli

Foto de Tatieli Sperry

Vice-prefeita – Paula Ioris

Foto de Tatieli Sperry

Entrega de placas e livros

Foto de Tatieli Sperry

Encerramento da Feira

Foto de Tatieli Sperry

Entrega de plantas a livresiros

Foto de Tatieli Sperry

Show com Gabriel Matias

Foto de Tatieli Sperry

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *