Escritores mirins lançam livros em escola de Caraguatatuba – Prefeitura de Caraguatatuba

A última semana foi marcada por momentos de muita emoção no Cei/Emei Messias Mendes, localizado no bairro do Ipiranga, região central de Caraguatatuba. No último dia 5, Dia Municipal da Família na Escola (Lei 1.245/2006), 25 alunos da unidade (2ª fase A), lançaram livros produzidos integralmente pela imprensa, com textos e ilustrações, diretamente para um evento de autógrafos que contou com Na presença de dois parentes, dois pequenos escritores.

#PraTodosVerem: Professora Edileuza e alunos durante as aulas de Empreendedorismo aliado à culinária (Foto: Divulgação/PMC)

O projeto literário foi idealizado pela professora Edileuza Rodrigues Ferreira, que, com foco no protagonismo infantil, no início do ano letivo propôs aos seus alunos o desafio de produzir um livro. Ela nos disse que imediatamente eles ficaram muito entusiasmados e o logotipo foi enganado. Os pequenos escritores serão responsáveis ​​por todo o projeto: escolha do assunto, desenvolvimento da história, desenhos, título e capa. A professora explicou que todas as atividades propostas estão alinhadas com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e contribuem para o desenvolvimento de competências essenciais previstas no currículo.

#PraTodosVerem: Professora Edileuza, acompanhada das educadoras Elizangela, Cássia e da diretora da unidade, Cris (Foto: Adriana Rodrigues/PMC)

Outro destaque do projeto foi a aplicação da arte culinária como recurso pedagógico, com aulas lúdicas que também vão auxiliar no processo de alfabetização do passeio. Em busca de uma opção para economizar nas despesas com a impressão de dois livros, a professora Edileuza desenvolveu durante as aulas de Empreendedorismo, atividades culinárias com uma turma, que preparava biscoitos que eram vendidos para a comunidade escolar, gerando os recursos financeiros necessários para que todos pudessem tinha ou livro impresso, que era feito através da plataforma ‘Estante Mágica’.

#PraTodosVerem: Acima, a Alice Rauber e seu pai, Gilson Rauber. Abaixo, o aluno Erick Edivan Etchecopar Lima posa para foto com a mãe Diana (Foto: Adriana Rodrigues/PMC)

A professora destacou a valiosa participação das colegas educadoras Cássia Vieira do Carmo, que atua como fiscal dos alunos, e da agente de desenvolvimento infantil (ADI) Elizângela Aparecida Estevão. “O resultado do trabalho não seria o mesmo sem o apoio e dedicação deles. Sou muito grato a todas as unidades escolares. Desde que idealizei o projeto, estabeleci a meta de desenvolvê-lo com meus alunos. O intuitivo é despertar esse interesse na criança, de ter esse país lido, porque abre janelas e constrói sonhos”, disse.

A valorização do esforço e dedicação da professora traduziu-se na conquista das crianças e no orgulho que as suas famílias manifestaram. Ele estava acompanhado de Gilson Rauber, filha de Alice Rodrigues Rauber, 5, que escreveu sobre a super-heroína ‘Joaninha’. Ele destacou a importância do projeto para estimular a leitura e a imaginação, tirando o foco das crianças dos tecidos.

Já o aluno Erick Edivan Etchecopar Lima, também de 5 anos, aprovou a iniciativa. Ele escolheu como tema de seu livro o Homem Aranha, seu super-herói favorito. “Foi muito divertido. Usamos nossa imaginação, lemos e escrevemos muito. Espero que mais crianças passem por essa experiência e escrevam um livro”, disse sorrindo.

A Secretária de Educação, Márcia Paiva, parabenizou a professora e os envolvidos no desenvolvimento do projeto e os alunos pela conquista. “A oportunidade de criar o próprio livro nos primeiros anos de vida escolar, valoriza as habilidades adquiridas durante o processo de alfabetização e, com certeza, é uma experiência inesquecível”, concluiu.

Confira alguns registros!

Carregando álbum de fotos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *