ECD: Quais são os livros que componho e que devem ser transmitidos? – Diário de Contabilidade

Os profissionais da contabilidade devem estar atentos e sintonizados com as atualizações das obrigações contábeis das empresas. UMA Redação Contábil Digital (ECD) Você faz parte do projeto SPED e tem como objetivo substituir a escrita em papel pela escrita transmitida via arquivo, ou seja, corresponde à obrigação de transmitir, em versão digital, os livros que escrevo para compor

Após o preenchimento, a ECD deverá ser submetida ao Programa Validador e Atribuidor (PVA) desenvolvido especificamente para esta finalidade, disponível no site da Receita Federal, devendo ser remetido até a data expedida de 30 de junho. Este prazo foi prorrogado. Antes era 31 de maio.

Mas quais são os cinco livros essenciais que compõem o DPI? Ou o que é SPED Contabilidade? Iremos esclarecer a leitura a seguir. Me acompanhe!

O que é o SPED contábil?

QUALQUER SPED Contábil É o sistema onde devem ser transmitidas todas as transações contábeis relacionadas a uma empresa. É uma das obrigações adicionais do SPED, que significa Sistema Público de Escrita Digital, e tem como principal objetivo padronizar os arquivos digitais.

Por meio do SPED contábil, a Receita quer aumentar o controle da auditoria, facilitando o acesso aos arquivos contábeis das empresas. Para as empresas é vantajoso, portanto, a transmissão digital de dois arquivos substituídos ou enviados os mesmos dois em papel, economizando gastos, economizando tempo e melhor controle das informações transmitidas.

O que é ECD?

Como dito anteriormente, a sigla ECD significa Escrituração Contábil Digital. Foi criado com o objetivo de modernizar os processos de contagem e substituir a escrita em papel pela escrita transmitida via arquivo digital.

Quais os livros que compõem um ECD?

Esses livros são muito importantes para uma pessoa jurídica. E, dada a sua essencialidade, dividem-se em três tipos: livros fiscais, contagens de livros e livros sociais. Ver:

  1. Livro Diário e seus auxiliares, se preferir;
  2. Livro Razão e seus auxiliares, por favor;
  3. Livro Balancetes Diários, Balanços e fichas de lançamento verificatórias dos assentamentos neles transcriptos.

Tanto o envio de dois documentos deve ser feito no SPED Digital, que é um sistema desenvolvido pela Receita para centralizar, quanto o envio de documentos contabilizados por pessoas jurídicas à Receita Federal.

livro diário

Tanto a versão digital quanto a versão impressa têm o mesmo propósito. Ambas as versões devem usar a moeda corrente do país e/ou idioma local. Os lançamentos devem ser registrados de forma clara, em linguagem comercial e obedecer a ordem cronológica de dia, mês e ano.

QUALQUER livro diário Os impressos devem ser encadeados e ter suas páginas numeradas tipograficamente, ter numeração única, ter os termos de abertura e encerramento pré-preenchidos na primeira e última página respectivamente, e ser autenticados pelas Juntas Comerciais.

No caso do Livro Diário digital, também é necessário contar os termos de abertura e fechamento e seguir a ordem cronológica de dia, mês e ano de dois registros. A diferença é que pode ser elaborado e cedido digitalmente pelo representante da empresa e pelo contador responsável pela escrituração.

Livro Diário Auxiliar

Este livro contém os lançamentos individualizados das operações lançadas no Jornal com o Resumo da Escritura. Está previsto no § 1º do art. 1.184 da Lei nº 10.406/2002 (Código Civil).

Livro diário com redação de resumo

Vinculado ao livro auxiliar, ou Livro Diário com Escritura Resumida, é obrigatório pela legislação comercial, e registra as operações da empresa, não o seu dia a dia.

A escrituração do Jornal deve obedecer às Normas Brasileiras de Contabilidade – NBC. Como o próprio nome se refere a “Diário com Escritura Resumida”, o contador tem que fazer um resumo das principais movimentações da empresa.

Motivo do livro

QUALQUER Motivo do livro (também denominado “Motivo Auxiliar”) é exigido pela legislação comercial e tem por objetivo demonstrar a movimentação analítica das contas registradas não diariamente e constantes de saldo.

É um registro de escritura que tem por finalidade coletar dados cronológicos de todas as transações registradas no Livro Diário e organizá-las por contas individualizadas.

Assim como o Livro Razão, é possível controlar a movimentação de todas as contas separadamente. Esse controle individualizado permite consultar os saldos e seus resultados e, da mesma forma, fornecer um histórico detalhado das movimentações e o saldo atual de cada conta no sistema contábil, durante o período selecionado.

Livro de Balanços Diários e Balanços

Neste livro, são registrados todos os fatos que causam alteração no patrimônio da entidade, referente ao documento que comprova sua existência.

Dados extras: ja imaginei aprenda 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça mais dois programas completos do mercado que vão te ajudar ensina tudo que um contador precisa saber não seu contador do dia a diaO que: Rotinas Fiscais, Abertura, alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro PresumidoNós vamos, TUDO O que você precisa saber para se tornar um Profissional de Contabilidade Qualificado?

Se você precisa de Prática Contábil, Clique aqui e entenda como aprender tudo e se tornar um verdadeiro contador profissional.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *