Critics Choice Awards consagra ‘Tudo em Todos ou Lugar ao Mesmo Tempo’

O filme Todos em todos os lugares ao mesmo tempo foi o grande vencedor do Critics Choice Awards, cerimônia realizada na noite deste domingo (15), nos Estados Unidos. A longa levou os troféus de Melhor Filme, Direção (Daniel Kwan e Daniel Scheinert), Ator Coadjuvante (Ke Huy Quan), Roteiro Original e Montagem.

O prêmio, que também contempla o prêmio de melhor televisão, concede os prêmios de Melhor Série Dramática, Ator (Bob Odenkirk) e Ator Coadjuvante (Giancarlo Esposito) para a série spin-off de Breaking Bad, que teve sua última temporada exibida no ano passado.

O filme Todos em Cada Lugar ao Mesmo Tempo, criado por Daniel Kwan e Daniel Scheinert – coloquialmente conhecido como “Os Daniels” -, foi indicado com 14 indicações e ganhou os prêmios de melhor filme, melhor diretor, melhor diretor original, melhor diretor Edição ou edição e melhor coadjuvante para a interpretação de Ke Huy Quan.

Assista ao trailer de Tudo em todos os lugares ao mesmo tempo:

O Critics Choice Awards é concedido pela Associação de Críticos dos Estados Unidos e Canadá (CCA) em nome de mais de 600 jornalistas especializados no setor de entretenimento.

As grandes decepções da noite foram Os Fabelmans – drama autobiográfico de Steven Spielberg dirigido por ele – e As Banshees de Inisherin, que deslumbrou o Globo de Ouro e começou como favorito junto com Todos em todos os lugares ao mesmo tempo.

Porém, enquanto o filme de Spielberg tem que se contentar com o prêmio de melhor jovem ator ao canadense Gabriel LaBelle, The Banshees of Inisherin não venceu nas nove categorias em que concorreu.

Da mesma forma, Glass Onion: A Mystery Knives Out, sequência do thriller de Rian Johnson, surpreendentemente venceu as categorias de Melhor Filme de Comédia e Melhor Elenco, revelados minutos antes do início da transmissão televisiva.

A cerimónia, dirigida pela actriz e escritora norte-americana Chelsea Handler, decorrerá no hotel Fairmont Century Plaza (Los Angeles) que também acolhe regularmente outros eventos cinematográficos de renome como o Actors Guild Awards (SAG Awards, em inglês) ou os Globos de Ouro .

O momento mais emocionante deste domingo foi a receção do prémio de melhor ator para Brendan Fraser (A Baleia), que caiu na caixa deste evento após anos de ostracismo por parte da indústria hollywoodiana e após superar uma depressão.

A australiana Cate Blanchett (Tár) certificou que está a caminho de seu terceiro Oscar, conquistando a categoria de Melhor Atriz após tê-lo conquistado esta semana no Globo de Ouro.

Na categoria de melhor filme internacional, a produção indiana RRR (Netflix) venceu Argentina, 1985 (Amazon Prime Video), o filme latino que começou como grande favorito e foi reforçado por dois prêmios concedidos pela Hollywood Foreign Printing Association.

RRR também triunfou na categoria de melhor canção com o tema Naatu Naatu e foi confirmado como dois títulos da cerimónia, ao mesmo tempo que foi também nomeado para melhor filme e o realizador Koduri Srisaila Sri Rajamouli para melhor realizador.

Por fim, o tímido destaque latino desta edição do Critics Choice foi premiado com a vitória do mexicano Guillermo del Toro na categoria de melhor filme de animação de Pinóquio.

Confira a lista completa dos vencedores da noite:

MELHOR FILME
Tudo em tudo ou lugar ao mesmo tempo

MELHOR ATOR
Brendan Fraser, por A Baleia

MELHOR ATRIX
Cate Blanchett, de Tar

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Ke Huy Quan, de All in All or Place at the Same Time

MELHOR ADJUVANTE ATRIZ
Angela Bassett, por Pantera Negra: Wakanda Eternamente

MELHOR ATOR JOVEM OU ATRIZ
Gabriel LaBelle, para Os Fabelmans

MELHOR ELENCO
Cebola de vidro: um mistério mata facas

MELHOR DIREÇÃO
Daniel Kwan & Daniel Scheinert, por All in All or Place at the Same Time

ORIGINAL MELHOR ROTEIRO
Daniel Kwan & Daniel Scheinert, por All in All or Place at the Same Time

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Sarah Polley, por Mulheres Falando

MELHOR FOTOGRAFIA
Claudio Miranda, por Top Gun: Maverick

MELHOR PROJETO DE PRODUÇÃO
Florencia Martin & Anthony Carlino, para Babilônia

MELHOR EDIÇÃO
Paul Rogers, para All in All or Place ao mesmo tempo

MELHOR FIGURINHA
Ruth E. Carter, por Black Panther: Wakanda Forever

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
elvis

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Avatar: O Caminho da Água

MELHOR COMÉDIA
Cebola de vidro: um mistério mata facas

MELHOR ANIMAÇÃO
Pinóquio de Guillermo del Toro

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
RRR (Índia)

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
“Naatu Naatu” (RRR)

MELHOR TRILHA SONORA
Hildur Guðnadóttir, por Tar

MELHOR SÉRIE DRAMA
É melhor chamar o Saul

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMA
Bob Odenkirk (Better Call Saul)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMA
Zendaya (Euforia)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMA
Giancarlo Esposito (Better Call Saul)

MELHOR ASSISTENTE DE ATRIZ EM SÉRIE DRAMA
Jennifer Coolidge (O Lótus Branco)

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA
Abbott Elementary

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA
Jeremy Allen White (O Urso)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Jean Smart (Hacks)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Henry Winkler (Barry)

MELHOR ASSISTENTE DE ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Sheryl Lee Ralph (Abbott Elementary)

MELHOR MINISSÉRIE
O abandono

MELHOR FILME PARA TV
Estranho: a história de Al Yankovic

MELHOR ATOR DE MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Daniel Radcliffe (Estranho: A História de Al Yankovic)

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Amanda Seyfried (A Desistente)

MELHOR ATOR ADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Paul Walter Hauser (Pássaro Negro)

MELHOR ATRIZ ASSISTENTE EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Niecy Nash-Betts (Dahmer: An American Cannibal)

MELHOR SÉRIE ESTRANGEIRA
pachinko

MELHOR SÉRIE DE ANIMAÇÃO
Harley Quinn.

.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *