Acreana idealiza primeiro clube do livro de Rio Branco após se perceber uma “leitora solitária”

A jornalista Karol Oliveira idealizou o primeiro clube do livro de Rio Branco chamado “Prateleira”, focado na leitura de obras coreanas. Com 20 pessoas, o clube do livro se reúne uma vez por mês para discutir e debater o livro escolhido. As obras, geralmente, são criadas e escolhidas por votação.

Segundo Karol, a ideia surgiu em 2015 quando li o livro “Noites de Alienígenas”, de Sérgio de Carvalho, que se originou do longa-metragem de mesmo nome, vencedor de diversos prêmios. “Foi a primeira narrativa que aconteceu em Rio Branco que se tratava e por isso senti muita necessidade de falar com alguém sobre isso, mas ninguém próximo a mim tinha. Foi a primeira vez que me senti uma leitora solitária”, diz Karol.

Karol é a idealizadora do Clube do Livro. Foto de cortesia

– Anunciar-

Em 2020, acreana voltou a se sentir sozinha quando precisou fazer leituras acadêmicas para o mestrado. “Cuidei do meu primeiro bebê de poucos meses, fui treinada e enfrentei uma pandemia como todo mundo. E com as obrigações de dois estudos, tenho que fazer algumas leituras acadêmicas e foi quando voltei a me sentir muito incomodado ao ler os textos. Quando terminei o mestrado em 2022, pensei que nunca mais iria querer ler sozinha sem ter que dividir minhas próprias ideias, dúvidas e animações”, explica.

Karol conta com ContilNet que fazia parte de um clube chamado “Clube Tag – Vivências Literárias” e foi ele quem teve a iniciativa. “Perguntei para uma amiga ligada a questões culturais se ela soubesse de alguma publicação que ela pudesse escrever um projeto de leitura. Ela me deu algumas dicas de como continuar e fui aprovado”, lembra.

Foto de cortesia

O Clube Prateleira começou a tomar forma em 2022, quando Karol e o marido Daniel criaram a página “Prateleira Sebo Virtual” no Instagram para se desvincular de livros acadêmicos mais antigos e outros fictícios. “Pesquisei muito sobre o nome e não faço ideia de qual escolher. Nesse dia vi uma sugestão do nome Prateleira na Internet e precisei muito de alguns para colocar meus livros que estavam todos trancados. Acabei gostando do nome e acertei”, explica.

clube do Livro

O projeto do clube nasceu por volta de maio de 2022 como “Seminário Cultural Clube do Livro Prateleira: Leituras sobre o Acre”. Segundo Karol, o projeto foi submetido a uma edição do Fundo Municipal da Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação Garibaldi Brasil (FGB).

“Nossos primeiros encontros acontecerão em outubro, com o livro Alien Nights, de Sérgio de Carvalho, e em novembro com a obra Acre: um estado de espírito, do jornalista coreano Elson Martins de 2022, com recesso em dezembro para reorganização e prestação de contas, explica Carol.

Karol com exemplares do livro “Alien Nights”, de Sérgio de Carvalho. Foto de cortesia

Atualmente, o clube conta com 20 pessoas, mas continua recebendo novas inscrições válidas para o ano de 2023. O livro de janeiro é “Cinco Mortes Simples”, de Elenckey Pimentel de Xapura.

“No ano passado, tivemos mais de 75 inscritos, a maioria de Rio Branco, mas tivemos um inscrito de Porto Walter que participou à distância e uma cearense que morava no Ceará, mas que estava presente, ela não encontrou nós em novembro”, contou à Acreana.

Conheceu como cineasta e escritor Sérgio de Carvalho, autor de “Noites de Alienígenas”. Foto de cortesia

Karol explica que por ser sócio da FGB, há mais três pessoas na equipe que ajudam a organização, sendo eles Herberson Galvão com artes gráficas e transmissões ao vivo, além do projeto piloto do Podcast Prateleira para Instagram, ou Marcos Rocha que é cineasta e fotógrafa de Paola Ribeiro, que é arquiteta urbana, mas ajuda na organização geral, cenografia e é coapresentadora do Podcast Prateleira.

Escolha dois livros

Durante a graduação e pós-graduação, Karol conta que estudou representações do estado do Acre e dois Acres, mas fora do meio acadêmico percebeu que poucos ao seu redor conheciam livros de ficção, biografia e outros gêneros sobre o Acre e os personagens acreditam em nós

“Fiz uma pesquisa online e vi a possibilidade de fazer as leituras para o Clube. Então contei como me senti impactado por Alien Nights, de Sérgio de Carvalho, e como o filme estava ganhando cada vez mais destaque nos festivais de cinema. Vi a oportunidade de começar com ele e chamar a atenção de potenciais leitores interessados ​​em compartilhar suas experiências. Depois disso, todos os livros são escolhidos por meio de votação”, explica.

Encontros

Conheceu como jornalista Elson Martins, autor da obra “Acre: um estado de espírito”. Foto de cortesia

As reuniões do Clube do Livro Prateleira acontecem uma vez por mês, geralmente não no último fim de semana, para permitir que todos os participantes leiam o livro proposto. Os encontros decorrem, maioritariamente, de forma presencial, mas também de forma híbrida, presencial e virtual, quando existam condições para o fazer neste formato.

Para participar do Clube basta ter o livro e comparecer às reuniões. “Estamos a preparar certificados de participação e direito de voto no livro seguinte apenas para sócios inscritos que se comprometam com o clube. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link disponível em nosso Instagram @prateleiraac”, finaliza.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *