6 livros com tema natalino para desvendar um pouco dois estudos

Clássico inglês, livro infantil e romance policial: tem de tudo um pouco nessa lista – que não é Papai Noel, mas te deixa em clima de Natal

23 de dezembro
2022
– 17h07

(atualizado às 19h19)

O Natal chegou e com ele o merecido descanso! Quer dizer, nem sempre é tão simples assim… para vocês, vestibulares, o final do ano representa um verdadeiro misto de sentimentos: além do cansaço acumulado ao longo de dois meses, é hora de se preparar para as segundas fases e ainda encontrar um Tempinho para comemore com o que você gosta.




Uma lista de leituras para se divertir durante as comemorações do Natal

Uma lista de leituras para se divertir durante as comemorações do Natal

Foto: Unsplash/Reprodução/Guia do Aluno

O GUIA DO ESTUDANTE já alertou: aproveitar o Natal para descansar é, na verdade, uma boa tática para renovar as energias e enfrentar as últimas provações de janeiro com mais disposição. E para um bom descanso, nada melhor que uma dose de leituras prazerosas.

Para entrar sem tempo faça Ho Ho Ho, preparamos uma lista com seis leituras para descansar no recesso. Livros nada densos, muito longos, ou com linguagem elaborada. A ideia aqui é se divertir com histórias curtas e leves que vão despertar o leitor ou o melhor do espírito natalino. Tem desde clássicos da literatura nacional até mistérios policiais. confirme!

1 – “O Peru de Natal”, de Mário de Andrade



-

Foto: Editora do Brasil/Reprodução/Guia do Aluno

Publicado pela primeira vez em 1942 na Revista da Academia Paulista de Letras, este conto de Mário de Andrade É uma das tradições (ou uma ruptura com elas) do final do ano. O autor, que é um dos dois principais nomes do modernismo no Brasil, narra em “O Peru de Natal” a noite natalina de uma família que perdera o patriarca poucos meses antes. Meu pai, com fama de vaqueiro, nunca me deixou comer Peru na noite de Natal. Até que Juca, ou filho tido como louco da família, resolve colocar um fim nesse jejum.

2 – “Natal na Barca”, de Lygia Fagundes Telles



-

Foto: Companhia das Letras/Reprodução/Guia do Estudante

Em uma noite de Natal, uma mulher viaja em um barco ao lado de outros quatro estranhos. Ao redor do pequeno barco, nada além da escuridão. O silêncio é quebrado quando dois passageiros, uma mulher com um bebê sem roupa, dizem que aquele rio é verde e quente com as manhãs. Este conto de Lígia Fagundes Telles Foi publicado em 1970 na coleção “Antes do Baile Verde”. Nele, não há piscas-piscas, guirlandas ou comidas sofisticadas; O cenário fúnebre, no entanto, abre as portas para um milagre.

3 – “Um Conto de Natal”, de Charles Dickens



-

Foto: Antofágica/Reprodução/Guia do Aluno

O clássico dos clássicos tem um nome. O romance “Um Conto de Natal”, em inglês Charles Dickens, talvez seja a história de Natal mais conhecida no Ocidente. Publicado em 1843, foi adaptado para o teatro, cinema e televisão. Eu tinha uma versão estrelada dos Muppets! Na história, Scrooge, um velho ralé e miserável, abomina as comemorações do Natal e diverte a noite como uma grande perda de tempo e dinheiro. As coisas começam a mudar quando ele é surpreendido por três fantasmas que lhe mostram três visões diferentes: passado, presente ou futuro.

4 – “O Natal de Hercule Poirot”, de Agatha Christie



-

Foto: HarperCollins/Reprodução/Guia do Estudante

Que tal relaxar em Natal se divertindo com um clássico romance policial? O famoso detetive Hercule Poirot não foge do trabalho nem na noite de Natal! Neste livro de 1938, Christie Agatha dá vida a mais um crime instigante: quando o patriarca de uma família rica e conflituosa convida todos para irem juntos à Ceia de Natal, para comemorar e interrompido por um grito de medo. Uma noite que começa com uma festa termina com um corpo sem vida e uma lista de desejos. Em “O Natal de Hercule Poirot”, Papai Noel não era o único ocupado à noite…

5 – “Caminho da Cruz” de Clarice Lispector



-

Foto: Rocco/Reprodução / Guia do Aluno

“A via crucis do corpo” é uma coletânea de contos do mais famoso autor da literatura brasileira. Como meu próprio nome sugere, Clarice Lispector Esta obra de 1974 é uma verdadeira viagem corporal, passando por suas instâncias físicas e psicológicas. Não conto qual é o nome do livro, uma mulher virgem vê sua menstruação atrasada e descobre que não está no terceiro mês de gestação. Acredite que você está carregando o novo Messias, vá ao lado de seu marido, para se preparar para a chegada do bebê em 25 de dezembro.

6 – “O Natal de Charlie Brown”, de Charles M. Schulz



-

Foto: L&PM/Reprodução / Guia do Aluno

O Natal não é Natal sem um mimo de infância. E para relembrar as lembranças, nada melhor que o melancólico Charlie Brown. Em “O Natal de Charlie Brown”, a menina é incutida por uma desilusão: ela acredita que o Natal perdeu o sentido e se tornou uma festa comercial. Seus amigos tentaram, mas ninguém conseguiu animar o pobre Charlie para a comemoração. Uma nova esperança surge, portanto, quando uma árvore miúda, feia e sem folhas entra no jantar.

+O melhor conteúdo no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter Terra favorita. Clique aqui!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *